CARTA ABERTA

A TODOS OS FREQUENTADORES DO PARQUE DA PAZ

ESTÁ A FAZER 14 ANOS QUE TROQUEI A PAREDE (CASCAIS) PELO LARANJEIRO POR FORMA A INICIAR UM PROJECTO DE VIDA. RECORDO-ME QUE NESSA ALTURA FUI LITERALMENTE “BOMBARDEADO” POR AMIGOS NO SENTIDO DESSA MUDANÇA NÃO SER EFECTIVADA. PORÉM, A VONTADE DESSE NOVO PROJECTO SOBREPÔS-SE SEMPRE À CASA, LOCALIDADE, ETC… A TUDO O QUE NÃO TINHA VIDA.

E É ASSIM MEUS AMIGOS, QUE PELA MÃO DO ZÉ GALVÃO, CAMARADA DE CURSO E AMIGO COM “A” MAIÚSCULO QUE FUI SENDO APRESENTADO AOS DEMAIS FREQUENTADORES DO PARQUE DA PAZ.

NESSE LOCAL, SUBENTENDA-SE “PEQUENO PARAÍSO VERDE” FUI ESPREMIDO ATÉ AO TUTANO POR FORMA A VERIFICAREM SE OS MEUS REQUISITOS ERAM COMPATÍVEIS COM AS LEIS NATURAIS DOS FREQUENTADORES DO MESMO, ASSIM COMO ME FOI MENCIONADO DE IMEDIATO, QUE TODAS AS PROFISSÕES FICAVAM À ENTRADA DO PARQUE E QUE O TRATAMENTO ENTRE OS DEMAIS ERA ATRAVÉS DO “TU” EXCLUINDO-SE PORTANTO, O VOCÊ, SR, ETC… MAIS TARDE PERCEBI QUE O TAL “TU” ERA MAIS RESPEITOSO QUE TODOS OS OUTROS JUNTOS.

COM A CORRIDA NO PARQUE DA PAZ FUI OUVINDO AS HISTÓRIAS DOS QUE LHES CHAMAVAM “MALUQUINHOS”, OS TAIS QUE DESBRAVARAM O ENTÃO “CHEGADINHO”, DOS QUE SE JUNTARAM NA ALTURA EM QUE QUISERAM CONSTRUIR UM EMPREENDIMENTO TURÍSTICO NO SÍTIO DO ACTUAL PARQUE, DOS QUE LUTARAM SEMPRE PELA MELHORIA DAS CONDIÇÕES EXISTENTES ENFIM, FUI DESABAFANDO E OUVINDO O DESABAFO DE OUTROS COMPANHEIROS DE VIAGEM.

O PARQUE DA PAZ É ISTO. O ENCONTRO, O EXERCÍCIO FÍSICO, O DESABAFO, A TROCA DE IDEIAS E O REGRESSO A CASA, NAQUELE DIA, COM A SENSAÇÃO DO DEVER CUMPRIDO.

POIS É MEUS AMIGOS… O PARQUE DA PAZ FOI A PORTA PRINCIPAL DA MINHA ENTRADA NO CONCELHO DE ALMADA SERVINDO E DE QUE MANEIRA PARA A MINHA INTEGRAÇÃO NA COMUNIDADE ONDE HOJE ESTOU INSERIDO.

A TODOS AQUELES SEM EXCEPÇÃO  QUE, DIRECTA OU INDIRECTAMENTE  PASSARAM DAS CONVERSAS PARA OS ACTOS OU SEJA EM CONVERSAS INFORMAIS, EM REUNIÕES DE CÂMARA, NA CRIAÇÃO DO SEU SITE, O MELHOR VEÍCULO NO QUE CONCERNE À DIVULGAÇÃO DE TUDO O QUE ESTÁ E PODERÁ VIR A ESTAR INERENTE AO PARQUE DA PAZ, MOSTRANDO TER UMA GRANDE VISÃO SOBRE O QUE ESTE “PEQUENO PARAÍSO VERDE” REPRESENTA ACTUALMENTE PARA O CONCELHO DE ALMADA, UM GRANDE BEM HAJA E UM ABRAÇO DO TAMANHO DO MUNDO.

RUI TEIXEIRA (CIDADÃO DO MUNDO)

CARTA ABERTA

A TODOS OS FREQUENTADORES DO PARQUE DA PAZ